SaeR - Sociedade de Avaliação de Empresas e Risco

1º Semestre de 1996

Os destinatários destas análises semestrais

A origem da crise nas sociedades contemporâneas

  1. A dinâmica de crise no sistema internacional 
    • A crise como mudança de natureza dos sistemas de equilíbrio e dos seus dispositivos reguladores
    1. Os sinais de crise na ordem internacional
      • Crises inesperadas e crises anunciadas
      • A acumulação de sinais de crise em diferentes tipos de sociedades
      • A instabilidade do sistema de ordem internacional
      • Os modelos de projecção do futuro
      • Um sistema de ordem mundial indeterminado e de interacção instável
      • A comparação entre sistemas de ordem mundial
      • A indiferenciação do sistema de ordem mundial
    2. Os ajustamentos de moldes de sociedade
      • Modelos de sociedade e modelos ideológicos
      • A comparação de modelos de sociedade em contextos de abertura competitiva
      • Um novo tipo de conflitualidade
      • A nova hierarquia das sociedades e dos Estados
      • A crise nas sociedades modernas
    3. Métodos de análise e modelos de referência
      • A unidade básica de análise: o Estado nacional
      • Sistema de equilíbrios de poderes
      • A unidade básica de análise: a forma imperial e os modelos ideológicos
      • A crise da unidade básica de análise
      • O estatuto estratégico do Estado nacional
      • A comparação com outros períodos históricos de mudança
      • O exemplo especial dos anos 20 e 30 na Europa
      • As reflexões sobre o estatuto de Estado nacional
      • A possibilidade da mutação
      • Um anúncio de mutação que não se confirmou
      • A memória selectiva
      • Os equilíbrios e a questão do poder
      • A fase de transição
      • O Estado nacional como factor de mudança e como factor de segurança 
    4. A crise Europeia como uma crise de legibilidade
      • A importância da perspectiva de observação
      • A Europa vista dos Estados Unidos
      • A crise europeia vista da Europa
      • A dependência das condições iniciais
      • Duas "crises de legibilidade" no século XVII
      • A utilidade dos cenários contrastados
      • A questão do poder efectivo na Europa
      • A ilusão da centralidade da Europa
    5. Os novos blocos regionais
      • A mudança de natureza do sistema de ordem internacional
      • A mistura das questões internas com as questões externas
      • Os modelos de sociedade, uma vez mais
      • As potências exteriores aos blocos regionais
      • O progresso continuado na Ásia
      • As possibilidades das regiões do Sul
      • A competitividade entre os modelos de sociedade
  2. Os acontecimentos no sistema Internacional
    • Acontecimentos ambíguos, complexos e paradoxais
    • A selecção dos acontecimentos
    1. Os processos eleitorais: o caso singular dos empates
      • A dualidade "direita"/"esquerda"
      • Os factores determinantes das escolhas eleitorais
      • O mistério dos empates eleitorais
      1. Eleições em Espanha: a vitória dos poderes autonómicos
        • Os resultados eleitorais
        • Os acordos de apoio ao governo
        • A satisfação de Gonzalez na noite das eleições
      2. Eleições em Itália: a confirmação do "compromisso histórico" e a fractura regional
        • Resultados eleitorais
        • Direita, esquerda e compromisso histórico
        • A fractura separatista
      3. Eleições na Rússia: uma das chaves da evolução Europeia
        • Um empate de origem diferente
        • A nova ameaça russa
      4. Israel, Índia, Turquia: os empates eleitorais dos fundamentalismos
    2. França e Alemanha: a procura de uma estratégia
    3. NATO: a reforma histórica
  3. Sistema de relações estratégicas na política Portuguesa
    • Um contexto político inédito formado por duas séries de razões
    • A diferenciação das instituições e a instabilidade do eleitorado
    • A eventualidade de uma crise de orientação
    1. Interpretação das fases políticas
      1. As fases políticas em termos de composição do poder
        • A "duplicidade" do discurso político
      2. As fases políticas em termos de estratégias orientadoras
        • Estabilidade das instituições democráticas
        • Integração europeia e esbatimento das ideologias
        • Modernização no contexto europeu
        • O "arco latino" da crise europeia
      3. O papel da instituição de referência na formulação de estratégias de orientação
        • As circunstâncias do fim da segunda fase
        • As novas clivagens relevantes para a terceira fase
    2. O novo quadro de relações partidárias
      1. A dinâmica de dupla hegemonia como projecto de estabilização do poder
        • A estabilidade global com instabilidades locais
        • A estabilidade política e os processos de modernização
        • A possibilidade de uma mudança estrutural no sistema partidário
      2.  O quadrante à direita: a luta pela relevância num espaço fragmentado
        • A instabilidade no quadrante à direita
        • A possibilidade de radicalização
      3. O quadrante à esquerda: a gestão de sobreposição de maiorias
        • As condições de hegemonia no quadrante à esquerda
        • A viabilidade de um governo minoritário
        • A hipótese do descontentamento do eleitorado
        • A questão da estrutura do sistema partidário
      4. As estratégias partidárias
        • As relações entre o PSD e o PP
        • As relações do PS com o seu eleitorado
        • As relações entre o PS e o PCP
    3. Quadros de relações estratégicas
      • As configurações inéditas nas interacções institucionais e políticas
      • A coexistência da estabilidade com a instabilidade
      • Um tempo de espera
      1. Sistema de relações institucionais
      2. Sistema de relações políticas
  4. Sistema de possibilidades e previsões
    • Entre os acontecimentos e os sinais reveladores
    • As eleições americanas
    • A coordenação europeia
    • A evolução da conflitualidade na Bósnia e no Médio Oriente
    • A política portuguesa entre a estabilidade e a instabilidade
Relatório Trimestral SaeR

Para adquirir o Relatório SaeR, por favor utilize o formulário abaixo:

 (*)
 
 
 
(*)
 
 
(*)
(*)
 (*)

Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório.
Consulte a nossa política de privacidade de dados.

Notícias

Clube SaeR

Aceda aos conteúdos exclusivos e receba regularmente a newsletter SaeR directamente na sua caixa de e-mail.

Contactos

Rua Luciano Cordeiro, 123 4º Esq.
1050-139 Lisboa
Portugal

Tel: +351 213 030 830
Fax: +351 213 030 839
E-mail: saer@saer.pt