SaeR - Sociedade de Avaliação de Empresas e Risco

Se o mar fosse uma empresa, já valia dez mil milhões em bolsa

Se as muitas actividades que vivem, sobrevivem e crescem à custa do mar constituíssem uma holding, esta teria já uma dimensão de respeito, de cerca de dois por cento do PIB. O exercício proposto por António Câmara de levar o mar à bolsa implicou a “recriação” de relatórios e contas e planos de negócios. O resultado: o “mar” vale 10,6 mil milhões de euros. Ainda que o mar seja mal gerido e mal amado, esta holding já vale mais do que uma empresa como a PT